segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Alerta! Podre mais podre não há

Televisão = Lavagem ao cérebro.

Quer entretenimento ou companhia, compre um cão.

Diga não à publicidade enganosa, não se distraia com futebol, touradas, novelas, filmes violentos, e desinformação! Olhe por si, desligue a televisão, vá passear para locais paradisíacos e naturais, que ainda é a única coisa mais bela e saudável que temos, por enquanto. Evite o lixo tóxico da tecnologia assassina de seres humanos, evite a propaganda dos parasitas loucos por dinheiro e poder, diga não às enormes facilidades que nos impõem, seja de meios de pagamento, de compras, facilidades de crédito, e até de negócios. Seja humano e não uma lata eletrónica comandada à distância. O que vê neste vídeo e como muito bem se explica, a carteira digital, é o fim do dinheiro, não sentiremos mais o cheiro do dinheiro nas nossas mãos, apenas seremos números, como gado a caminho do matadouro.



sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Nova Ordem Mundial


Como sempre, nas guerras há sempre uma enorme desinformação, contra informação, ou propaganda psicológica, para baralhar e ganharem tempo para continuar a matança indiscriminadamente, e ninguém se dá por culpado, mas na guerra todos são culpados e ninguém é dono da razão, mas os interesses, esses são de alguém, é a única razão das guerras existirem, são os interesses, seja económicos, políticos, culturais, religiosos, sociais, ou simplesmente banais, só pelo simples prazer de matar e destruir a troco de dinheiro ou interesses próprios. É muito difícil dar uma informação mais ou menos correta no desenrolar de um conflito armado, mas também há os interesses jornalísticos, seja porque estão sob as ordens do poder, ou pura e simplesmente defendem uma das partes, só por ideologias, opções e opiniões de cada um, seja particular ou organizacional, o certo é que a confusão é generalizada, e ninguém sabe de que lado está a razão, o que para mim, não existe, como já descrevi neste texto, e quem sofre são sempre os mesmos, os inocentes, o povo que não quer nada disto, apenas querem viver em paz as suas vidas. No entanto, depois de uma noite inteira a tentar perceber que informação seria mais correta sobre as guerras que estão a acontecer no mundo, com especial destaque para a Síria, cheguei à triste conclusão de que tudo está planeado desde há muito tempo e os objetivos estão a seguir o caminho traçado, os motivos para tal chacina não são muitos, mas são a vontade de alguns, e esses alguns não são muitos, só têm poder, mas não são eternos. Um dia, a própria natureza, com um simples e requintado toque, se encarregará de limpar toda a poluição criada pelos impérios requintadamente ricos, pois se este planeta tiver que voltar a pertencer ao pó e às pedras, que volte, mas que fiquem só as pedras. 

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Quem disse que o Hitler morreu?



A violenta repressão contra os manifestantes no Cairo, que exigem a libertação do Presidente deposto Mohamed Morsi, provocou pelo menos 525 mortos. O exército prolongou a detenção de Morsi por mais 30 dias. Muitos temem que o estado de "exceção", decretado na quarta-feira, façam regressar os tempos autoritários de Mubarak.


Se um é mau, o outro é pior! Escolham como é que querem morrer!

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Crime hediondo



Fábrica de componentes automóveis de capital norte-americano e coreano só permitia ir uma vez à casa de banho numa jornada de nove horas de trabalho na linha de montagem. Empresa foi multada cinco vezes por não autorizar a entrada dos inspetores do trabalho. A multa foi de 188 euros. 


domingo, 11 de agosto de 2013

O poder e o contra poder



Na noite de 3 de julho de 2013, o Exército anunciou a deposição do presidente do Egito, Mohammad Morsi, que vinha sendo contestado por grandes manifestações de massas. O presidente, eleito em 17/6/2012, foi detido, órgãos de comunicação ligados à Irmandade Muçulmana fechados e as forças repressivas mataram dezenas em manifestações pró-Morsi. Que aconteceu? Neste dossier, coordenado por Luis Leiria, procuramos contribuir para uma melhor compreensão do rumo que o grande país do Médio Oriente está a seguir.


- A enorme fome do poder a todo o custo, sempre foi a razão das revoluções e descontentamento dos povos, mas também são os povos que lhes dão o ser e a liberdade para os monstros se apoderarem daquilo que as pessoas mais desejam, liberdade, paz, e apenas viverem em conformidade com o que todos temos direito, viver com dignidade, justiça, e sempre que se justifique, escolher os líderes que mais zelem pelos interesses do povo constante e permanentemente, até que se encontre os representantes ideais de uma nação. Não há coisa pior, que é o povo eleger os seus representantes políticos, e depois eles se agarrarem ao poder como se o país fosse deles e se virem contra o povo que lhes deu uma prova de confiança, e pior ainda, é aqueles que tomam conta do poder à força, como ladrões que arrombam a porta de uma casa para assaltarem, e além de roubarem, destroem, violam e até matam os legítimos ocupantes da casa. É assim que tem sido e é assim que irá continuar, mas não é a maioria das pessoas de bom senso que aceitam isto, a política e a vida que temos neste mundo só dá vontade de fugir dele. Vejam bem como somos atrasados com as nossas ideologias políticas, religiosas e até culturais, vejam bem como nós nos vergamos perante eles, e como eles nos espezinham!

O povo se quisesse comia-os vivos, mas não, o povo prefere ser comido! Que asco eu tenho de viver neste mundo! Que bom que era quando eu não existia, que bom deve ser estar morto.

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

O massacre dos inocentes



O que se passa em Portugal, mas com maior destaque para o que se passa em muitos mais países do mundo é ridiculamente odioso e de cariz sarcástico. É odioso o que se passa na Síria, Iraque, Egito, Tunísia, Grécia, e as já tradicionais tragédias em alguns países de África, que ainda não conheceram outra coisa que não seja a guerra e a miséria total da população do costume, os que sempre viveram na pobreza e que morrem muito abaixo da dignidade de qualquer ser vivo. É odioso e dramático, que os senhores de gravata continuem com o assassínio em massa dos miseráveis povos indefesos, que sempre trabalharam para ajudar os países onde nasceram e que sempre contribuíram para o crescimento da economia, agora se vejam desprezados e roubados por aqueles em que confiaram o seu dinheiro e a soberania do país, e de um momento para o outro sentem-se como indigentes, sem direito a viver e impedidos de sobreviver, e ainda são os principais pagadores de uma divida que outros causaram, mas os verdadeiros responsáveis ainda se fazem de vitimas, culpando os próprios amigos, como quem atira areia para os olhos, para tentarem cegar aqueles que ainda veem.

Povo endividado por culpa do incentivo enganoso ao consumo!

Países endividados por excesso de gastos, fraudes e muita corrupção!

Enriquecimento ilícito e sem culpados, e até são promovidos!

Tanto tempo a cortar a quem não tem e sempre aos mesmos e tudo cada vez pior, nada que valha a pena, aliás tem valido para os que têm muito, que cada vez têm mais, os que têm pouco cada vez têm menos, muitos já perderam tudo, até a vida, por não aguentarem tanto desespero. O desgaste emocional, desesperante e desolador dos povos são visíveis, e é isso que eles querem, povo sem direitos, sem meios de se manifestarem, e pior, não são ouvidos pelos novos ditadores, que perderam a vergonha e a dignidade de pessoas de bem e legítimos representantes do povo, e passaram a ser um bando de gângsteres sem escrúpulos, estes sim, são os verdadeiros terroristas, e não aqueles que praticam o terrorismo, também sanguinário, mas que é praticado por aqueles que já não têm nada a perder.

O que está a acontecer no mundo tem um interesse enorme para alguns! Uma coisa é certa, não é do interesse dos povos, isso é uma certeza, uma outra coisa muito certa é que, quem tudo quer e tudo tem, tudo irá perder, até a própria vida! Será que eles não sabem?