segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Que luxo!




- Num edifício com apenas 2 pisos, 0 e 1º, com elevador! Secreto! E com código! Parque só para 2 automóveis! Acesso restrito! Em Gondomar, Portugal! Não, desculpem lá, deve haver engano! A não ser que a Câmara de Gondomar tenha a lendária passagem para viajar ao centro da Terra!

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Mais um Iluminado


César das Neves: Aumentar o salário mínimo “é estragar a vida aos pobres” | Esquerda


O economista e ex assessor económico de Cavaco Silva, João César das Neves, defendeu, numa entrevista à TSF e ao DN, que aumentar o salário mínimo “é estragar a vida aos pobres” e que "a maior parte dos pensionistas estão a fingir que são pobres".

- Com economistas assim nem é preciso trolhas, estes parasitas faziam muito bem o trabalho dos trolhas e assim até eram mais umas centenas de milhares de ordenados mínimos que desapareciam. É por isso que eu digo que foi um erro, usarem cravos nas armas da teatral revolução de abril 74, por isso os fascistas que ficaram no poder desde essa maldita revolução, agora falam com essa ideologia nazi. Eles têm a mesma ideia dos Illuminati, exterminar toda a classe baixa, e ficar só eles, os ilustres iluminados riquíssimos.

Eles dizem estas coisas porque não há ninguém da classe pobre que responda a estes trolhas economistas, que o ordenado deles e dos políticos é estragar a vida dos ricos, ficam muito mimados, estão habituados a comer lagosta e não sabem o que é comer sardinhas ao almoço e ao jantar, (quando há). Muito bem senhor economista, não será melhor dizer para acabar com os ordenados mínimos e os trabalhadores que recebem esses miseráveis ordenados e que fazem os trabalhos nojentos das fábricas, da agricultura, da construção civil, que limpam a porcaria dos ricos nos hotéis e em casa. Deviam ficar só os ricos, sentados nos gabinetes em frente aos computadores a fazerem contas da produção que os ratos deram nas empresas. Um país maravilhoso só de ricos sem um único trabalhador imundo a ganhar a miséria de um ordenado mínimo, isso é coisa de países do 4º mundo! Num país de 1º mundo como Portugal, só deve haver capitalistas.

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Fogo-de-artifício


Andam por aí uns governantes portugueses e irlandeses a deitar foguetes e a cantar vitória, sem terem conseguido ganhar nenhuma batalha, muito menos a guerra, só porque a economia recuperou um bocadinho, uma coisa insignificante, mas que já pensam que é sinal de retoma, fim de recessão e até da crise. Bem, na realidade é o que todos estamos à espera, mas o problema é que a economia europeia e mundial não está nas mãos do governo português e irlandês, e se fossem sérios nem falavam de tal coisa, como, fim da recessão, recuperação e outras barbaridades, porque não somos autónomos, e quando pensamos que a perna partida já está restabelecida e já podemos andar sem as muletas, um pequeno desequilíbrio, e pode ser o desastre total, voltamos ao princípio e talvez até nem possamos voltar a andar na vida, e depois voltamos a ficar dependentes.

Vou dar um exemplo do que eles se gabam: Imaginem uma família que sempre viveu mal, mas com a crise, essa família tem muitos problemas para sobreviver, se antes ainda tinham algum rendimento, porque ainda havia alguém nessa família a trabalhar para se sustentarem, pagar as despesas da casa, principalmente a renda, mas agora ficaram desempregados e deixaram de ter o rendimento do trabalho, sem qualquer ajuda do Estado, apenas sobrevivem com alguns alimentos que lhes dão para sobreviver, depois lá vão pedir ajuda ao Estado para pagar as despesas da casa, a renda já está em atraso, e a rua é já ali depois da porta. Imaginem o que seria a lata de um governante que fosse visitar essa família e como a gabar-se da miserável ajuda que o Estado passou a dar a essa família, dissesse: Aqui está um exemplo de uma família que apesar das dificuldades, ainda conseguem ter teto e comida! O que podemos concluir com estas palavras (muito confortantes) do governante? Podemos concluir que ele quis dizer, que se antes a família tinha rendimentos do trabalho e vivia mal, agora com menos rendimentos consegue sobreviver porque a economia da família melhorou. É isto que se passa no próprio país meus amigos, tão simples como isto.

Sabem que mais? Coitados de quem precisa e se fazem de valentes, mas que não podem com um gato pelo rabo. Digo isto porque para mim é muito estranho ser precisamente Portugal e Irlanda a dar sinais de recuperação! O que só pode haver duas explicações: Ou a maioria do povo destes países vivem numa miséria total encoberta, ou há aqui uma grande mentira também encoberta, que pode ser um truque para encapotar o desastre total e mundial que vem por aí, parece que muita gente, e mesmo os governos de alguns países ainda não viram bem o grande trambolhão dos países mais ricos e principais economias mundiais, ai não viram não! Deixem começar o ano 2014 e depois falamos. Parece que já se esqueceram do que aconteceu há bem pouco tempo nos Estados Unidos, pois é, o grande problema que tiveram para não continuarem parados, lá aumentaram a dívida! E isso é bom? Claro que não! Para o ano a tragédia vai continuar, só se acontecer um grande milagre, o que parece ser raro nos dias de hoje. E o Portugal dos pequeninos! Com o orçamento que vai ter para o ano, coitados de nós e a nossa recuperação tão generosa. Eu nem digo mais nada, vou esperar para ver, se estiver enganado, melhor para todos nós.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

World War Z (dos Illuminati)


Hollywood é conhecida por ser a cidade dos estúdios de cinema, e dormitório de seus elegantes ultra multimilionários artistas. É a mais famosa de todo o mundo, e têm-nos habituado a assistir às suas magias ilusionistas do fantástico, terror, guerras, ETs maus e ameaçadores, gângsteres, heróis salvadores de nada, humor negro e idiota, e o querido amor dramático. Uma indústria cinematográfica (Illuminati) com fins muito lucrativos que atrai e orienta os milhões de alienados que seguem entusiasticamente todos os filmes empolgantes, um entretenimento atrativo e orientador de massas, educando-as a seguir o que eles (ELITE) querem, fazem convencer as pessoas que o mal está nos outros e não neles. No entanto, a ficção que nos apresentam é apenas uma propaganda da realidade que eles nos querem impor. E como ficam hipnotizados os espectadores! Que nem sentem qualquer repúdio ao ver tanta chacina, mesmo sabendo que um dia pode acontecer na realidade com eles próprios! Como é lindo ver a maldade projetada na tela de uma sala de cinema.

Porque é que os filmes educacionais, de aprendizagem das ciências da natureza, pedagogia social e humanização, geologia, astronomia, são muito poucos e nem existem no cinema? Penso que é tudo uma questão de educação das massas, é mais lucrativo e de interesse de alguns que as massas sejam muito burras. Como o soldado é estupidificado e treinado para matar, o povo é estupidificado e também treinado para morrer.

Neste vídeo, Alex Jones, descodifica este filme diabólico e manipulador de massas, a mais triste estupidificação humana.




terça-feira, 12 de novembro de 2013

Os três assuntos que desprezo


Há três coisas neste mundo que eu desprezo desde sempre, e por muito que queira socializar-me ou familiarizar-me a elas, não consigo, até porque quanto mais eu estudo e vou tendo mais conhecimento sobre elas, mais repúdio tenho por elas. Política, religião e algumas modalidades do desporto, principalmente o futebol.

A política, sendo uma coisa obrigatória neste mundo, porque temos que ter alguém que governe os países e o mundo em geral, é um bem precioso para os que alcançam este poder, pois vão mandar no povo que os elegeu, e noutros casos em que tomaram o poder à revelia, por acharem ser mais poderosos que os outros, talvez por terem mais dinheiro e património que talvez nem tenha sido adquirido com legalidade, e assim se tornam superiores, ditadores e autoritários, e logo passam a ser os carrascos do povo, desprezando-o, tirando-lhes tudo e submetendo-o à escravidão e subserviência, que em tempos era comum e ´´legal``, mas que nos dias de hoje cada vez mais se repete. Por isso eu farto-me de dizer que os políticos existem para se governarem a eles e não para governar o povo, talvez possamos excluir dois ou três países no mundo deste paradigma. Mas a maioria tem nota péssima no desempenho das suas funções, o descalabro da ganância, especulação, corrupção e o poder a todo o custo, é a derradeira derrota do povo, e a sua destruição, por isso o meu repúdio.

A religião é a total e maior lavagem cerebral que existe atualmente no mundo, e que já vem de longe, porque alguém teve interesse em introduzir na mente das pessoas, e da maneira como é praticada, é o mais infantil conto de fadas e o mais confuso dilema da história, que não tem lógica perante as leis da natureza, o que só leva a pensar que a religião sempre andou de mão dada com a política, e por isso seria uma maneira de desviar as atenções ou as ideias mais férteis das pessoas e as dominar, fazendo-as acreditar e temerem um ser espiritual divino e todo-poderoso, que as condenaria se pisassem o risco, (devem ser seguidores bem comportados e obedientes) é meio caminho andado para os políticos fazerem o que querem. E alguns até dão o exemplo, ao serem muito devotos! Os traidores estão por todo o lado. A religião também sempre foi um negócio de interesses, e não vou falar aqui dos charlatães criminosos, que espalharam todo o tipo de religiões ainda mais falsas, por todo o mundo. Muitos perguntarão: Então devemos viver sem religião? Porque não! Os outros animais têm religião? Não! Porquê? Porque não são racionais! E isso impede de serem seres vivos com uma vida normal? Claro que não! Os animais vivem conforme as leis da natureza, terem ou não inteligência, não importa, a vida vive-se, tudo o que nós, seres inteligentes, inventamos e acreditamos, é apenas para nosso domínio, e não para nossa salvação, nós vivemos aprisionados e ainda aprisionamos, estupidamente, alguns animais selvagens, que sempre viveram completamente livres e felizes, sem religião e sem política. Vejam bem o que nós fazemos à vida! Nós desprezamos a vida, massacramos a nossa vida e no entanto somos inteligentes, e os macacos estão lá, na floresta, encantados da vida, sem medo de fantasmas, de espíritos malvados, marimbando-se para religiões e políticas, e nem precisam de dinheiro para comprar bananas. Num universo cheio de vida, ninguém criou ninguém, a vida, simplesmente surgiu onde podia surgir. Quando muito, apenas teremos sofrido alterações genéticas cientificamente desenvolvidas por seres mais inteligentes, e nos estejam a acompanhar na nossa evolução, pois ainda somos muito primordiais, e já estamos metidos em grandes embrulhadas, o nosso egoísmo e ganância é tão grande, que até já chegamos a pensar que eramos o centro do universo. E tudo isto é nosso, somos donos do universo, deus fez isto tudo, e criou-nos a nós só, uns seres insignificantes que vivem encurralados num pontinho tão minúsculo do universo! Que universo imensamente triste seria este!

No desporto, a minha repulsa é total, porque considero que chegou ao ponto de ser uma injustiça consentida e desumana a quantidade de dinheiro envolvente, um ataque brutal à consciência humana e uma enorme chacota à pobreza no mundo, uma vergonha monumental. Não entendo porque o desporto tem que envolver tanto dinheiro, só pode ser para se mostrarem superiores aos governos e assim os poder amorfanhar e fazerem o que querem, fugindo a impostos, ou chantageando os governantes, se não lhes derem todas as regalias, privilégios e tolerâncias, mesmo estando a dever verbas astronómicas ao Estado, enquanto outros cidadãos comuns são ameaçados de prisão se não pagarem uns troquitos que devem. Quem pode ser conivente com isto? Porque podem os clubes pagar muitos milhões por passes de jogadores e ordenados multimilionários a jogadores, que não são mais que meros funcionários ao serviço do clube e que envergonha qualquer outro funcionário, como um médico que tem a vida de pessoas nas mãos e não pode falhar também, enquanto um jogador, se falhar um golo, apenas é assobiado e até aplaudido pelo adversário? Brincadeira, hem! Como podem os clubes desperdiçar tanto dinheiro, e depois não terem para pagar impostos nem aos jardineiros e outros funcionários que trabalham muito mais que os jogadores, mas que ganham apenas o ordenado mínimo? E tudo isto é permitido, pura e simplesmente porque interessa aos governos, e interessa às massas famintas e miseráveis, pobres em dinheiro e da mente, que investem nos clubes e dão o maior interesse às vitórias deles, mesmo sabendo que as suas próprias vidas não correm bem, mostram entusiasmo em saber que o seu clube vai bem! Comentários entusiastas no bar da esquina como: O nosso clube vai vender o jogador tal por 100 milhões e depois o chefão vai comprar dois nabos por 20 milhões e mete o resto no cofre, que maravilha, e o jogador tal que ganha 15 mil, vai passar a ganhar 30 mil, hem, que maravilha, e eu a ganhar o ordenado mínimo, que maravilha, e ainda vou lá investir algum. Tem que ser, para termos um clube grande, temos que contribuir todos, não é? Pois é. Eu também pensava que o desporto era uma coisa boa, e até é, enquanto amador ou quando o praticamos nós próprios em particular, de resto, quando se trata de espetáculo de massas, o negócio passa a ser, corrupção, estravagância, poder e podridão.



domingo, 10 de novembro de 2013

Heróis condenados


Mas os assassinos estão livres e continuam a massacrar inocentes.

Pintor russo crava os testículos na Praça Vermelha
Ação descrita pelo autor como "metáfora da apatia, da indiferença política e do fatalismo da atual sociedade russa"

foto Maxim Zmeyev /Reuters

Este Herói e as Heroínas como: Pussy Riot – Rússia


O herói do protesto na Praça da Paz Celestial de Tiananmen – China

O herói: Julian Assange – Austrália
 
O herói: Edward Snowden - América

Os heróis ativistas da Greenpeace, que estão presos na Rússia
 
E muitos mais heróis em ação por esse mundo fora, serão sempre recordados como heróis em defesa da humanidade, e mártires por causas justas, lutadores contra a tirania e fascismo que sempre esteve presente neste mundo de fariseus egoístas, traidores do povo, e assassinos. Só pode ser contra estes heróis quem é a favor dos vermes e parasitas que nos corroem a carne todos os dias da nossa vida, e sem qualquer castigo, porque eles são imunes a qualquer castigo, porque pensam que são imortais, mas não são. Só há uma diferença entre a morte dos heróis a e a morte dos fariseus: Os heróis morrem com dignidade e os outros morrem como cães.

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Nova desOrdem Mundial



Os senhores do Clube Bilderberg e seus mentores, (sim mentores, ainda há mais alguém acima deles no Clube) que têm vindo a assumirem o destino deste mundo, têm mostrado uma postura que envergonha toda a humanidade e até qualquer outro ser do universo que nos tenha observado, porque só mostram o péssimo nível de seres pensantes que são eles, e nós todos, porque afinal somos bichos da mesma espécie, e como tal todos nós saímos muito mal vistos como humanos, nem os animais selvagens que matam para sobreviver são tão cruéis para com os seus semelhantes, aliás, até são muito mais unidos e fieis à sua raça, porque a vida dos animais irracionais não envolve dinheiro e por isso têm uma vida pura e digna da natureza. Já o homem! É o desastre total, muito mais selvagem em termos racionais, hipócrita nos relacionamentos, muita gentileza encapotada, muito ódio, soberba, ganância, egoísmo e matador sem motivos, que faz morrer de inveja os mais sanguinários e selvagens animais irracionais.

Exemplos não faltam, destes defeitos neste mundo. E quando estes defeitos são apontados aos nossos líderes, então o que será do povo? É o que se vê, completamente desorientados e equivocados, não passamos de minúsculos seres rastejantes à mercê dos pés deles.

Com todos estes acontecimentos no mundo de hoje, e que cada vez mais se vão tornando mais evidentes das farsas que temos sido vitimas, a farsa das crises económicas, a farsa do terrorismo, a farsa das guerras por conveniência, a farsa da comunicação social para alienação das massas através de notícias do interesse deles (ELITE), programas anestésicos e muito futebol, e como de costume, a maioria do povo deixa andar, dizem que não vale a pena se incomodarem com esses tipos de coisas, e preferem acobardar-se e fugir da realidade, mas quando as tragédias acontecem, é assustador vê-los com as mãos na cabeça a pedir socorro. Mas olhem que os nossos principais líderes mundiais, os senhores que querem a Nova Ordem Mundial, não estão a pensar em socorrer-nos, mas sim em destruir-nos, e enquanto estamos entretidos com o nosso lazer em frente à televisão e nos estádios a berrar pelos queridos clubes de futebol, eles estão ocupados a trabalhar a pensar a melhor maneira para nos tramar.

Dizem eles, que estamos a consumir muitos recursos do planeta, que depois lhes vão fazer falta, para a sobrevivência deles, para poderem continuar com a grandiosa obra do imperial mundo novo. Por isso a escolha é nossa, e se muitos de nós encolhermos os ombros, desinteressados do nosso destino, isso é uma excelente notícia para eles. Só é injusto, aqueles que têm filhos e vão continuar a ter, não terem o mínimo de amor a eles, vão lançá-los no inferno e eles não têm culpa da nossa estupidez.

Vivemos num planeta tão pequeno e com tanta maldade, que lá virá o tempo de toda a vida existente, sem exceções, desaparecer, e nem os robustos abrigos em que estes ratos se vão esconder da devastação horrorífica que vão levar a cabo, será suficiente para se salvarem, o tempo o dirá, e não pensem que serão sempre imunes e indestrutíveis, pois a natureza é muito mais poderosa que qualquer humano, mesmo que seja dono do mundo, de todo o dinheiro, de todo o ouro e tudo mais existente na terra, tudo voltará a ser pó, que era como devia ter sido sempre.

terça-feira, 5 de novembro de 2013

O inevitável colapso financeiro



Face ao aumento do crédito malparado e à debilidade dos seus balanços, a banca pretende substituir o lixo tóxico por bom dinheiro dos contribuintes, socializando mais uma vez o resgate do sistema financeiro. E tudo será completamente legal. Por Marco Antonio Moreno, El Blog Salmón.

- Eles: Os parasitas ávidos de poder e gananciosos, os poderosos donos do mundo e os bancos, podem fazer dinheiro do nada, mas quem contraiu as dívidas tem que pagar em dinheiro vivo, o pior é que não há. E eles, emprestaram, e emprestaram, já era de prever a tragédia, agora querem tirar o que as pessoas ainda não têm, e terão que continuar a pagar o que não têm, mas como uma tragédia nunca vem só, como não há dinheiro vivo, o desmoronamento do império é inevitável, mas quem ficará debaixo dos escombros serão os que estão lá em baixo, porque os que estão lá em cima, sempre ficarão muito bem.

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Façam o que eu digo, mas não façam o que eu faço



O alemão Jürgen Kröger é grande defensor do aumento da idade da reforma, mas aposentou-se cedo e foi contratado de novo como conselheiro especial, acumulando duas remunerações, noticia o Expresso. Tudo ao contrário do que eram as suas prescrições quando chefiou a representação da Comissão Europeia para Portugal.

- Este é o exemplo que eles dão! Estamos nas mãos de bandidos. Que autoridade têm estas pessoas para darem ordens a alguém, se eles fazem tudo ao contrário! Mas eles podem, porque eles são os ´´fora da lei`` dos tempos modernos, agem muitas vezes como os famosos cowboys do Faro West, onde a justiça era ignorada, corrompida e a lei da bala era mais forte para alcançar tudo, só há uma diferença com os cowboys de hoje, agora nem precisam de revólver.

Regalias quanto baste, isenção de impostos, acumulação de ordenados e de reformas. Mas para o povo, impõem aumento da idade para a reforma, baixar os salários e pagar mais e mais impostos, cortar nas pensões miseráveis, nos subsídios de desemprego e de doença.

Será que estes senhores não pensam! Não têm remorsos! Eles não sabem que há pessoas a suicidarem-se desesperadas da vida por não suportarem mais sustentá-la, porque os sacrifícios têm limites e muitos já ultrapassaram os limites que qualquer ser vivo possa suportar. Pois quem provoca, ou causa sofrimento, tragédia, e consequente suicídio a alguém, os autores indiretos dessas situações deviam ser acusados de assassínio involuntário, por obstrução ao direito à vida.

Eu quando era mais novo, quando ainda era burro e tinha os olhos tapados pelos ensinamentos fascistas em que vivíamos pensava que estudar muito e ter uma formação elevada, como, professor, engenheiro, advogado, juiz, médico, economista, e todo o tipo de amestrado, fosse uma coisa boa, que seria o caminho ideal para uma boa postura social, e que seria uma mais-valia para a evolução da humanidade e bem-estar social em geral.

Mas hoje, vejo que afinal, salvo algumas exceções, uma grande parte dos doutores andaram a estudar para ladrões, depressa despiram a pele de cordeiros e passaram a usar o fato, que de facto mais lhes convinha, e a política seria o melhor caminho para alcançar todas as vitórias e a via mais rápida para tirar proveito de toda a sua sabedoria, pois então, porque não aproveitar a inteligência para se governarem mais rápido sem fazerem nada, e saborear o poder de mandar nos outros, que são os cordeirinhos, que depois de lhes tirarem a lã, ainda vão saborear a carne em extravagantes jantaradas pagas pelos próprios cordeirinhos. Mas que miserável mundo imundo é este.

sábado, 2 de novembro de 2013

O plano (Illuminati) Rockefeller


Esta é uma parte de 10 minutos de uma entrevista do finado Aaron Russo com Alex Jones. 

Aaron Russo é o produtor dos filmes Trading Places e América: Freedom to Fascism. Nesta entrevista Aaron revela informações incríveis sobre o 11 de setembro, o CFR, a elite global e a Nova Ordem Mundial. 
 
O vídeo foi retirado, procurem em:

Estou a repor o vídeo, que parece ser incomodativo para alguém, mas é muito importante. Veja enquanto não o retiram, ou procure mais vídeos no link acima.


Rockefeller Center, em Nova Iorque - Uma cidade dentro da cidade


O complexo de arranha-céus mais abrangente deste período é Rockefeller Center, em Nova Iorque, começou em 1931 e terminou em 1939. O centro foi proposto por John D. Rockefeller, Jr., para abrigar o Metropolitan Opera Company dentro de um grande complexo comercial. O plano original, concluído em 1932, ocupou três quarteirões da cidade e consistiu em catorze edifícios, teatros e espaços públicos abertos, com o alto, magro RCA (hoje GE) Building, no centro.

Depois da guerra, o complexo se expandiu para incluir vinte e um edifícios de escritórios. Embora os edifícios originais terem elementos de pormenor gótico, estes foram simplificados ou completamente eliminado nos edifícios mais recentes da década de 1950 e 1960. Rockefeller Center é de importância não só pela sua contribuição para a harmonia, design arranha-racional, mas ainda mais para o seu conceito de planeamento. Introduzido aqui são grandes áreas, aberto para pedestres entre os prédios de escritórios, muitas instalações de lazer, um teatro elaborado (Radio City Music Hall), rádio e estúdios de televisão, um segundo teatro, lojas, restaurantes e um rinque de patinagem. A pista é colocada abaixo do nível da rua debaixo de uma estátua de bronze dourada de Prometeu pelo escultor Paul Manship e, uma vez por ano, a famosa árvore de Natal.

Poucos, se algum, complexos de escritórios de arquitetura americana do século XX melhorou o conceito total de Rockefeller Center. Os arquitetos que trabalharam em cooperação nessa comissão enorme e complicada foram Reinhard e Hofmeister, com Corbett, Harrison, Harmon e MacMurray, Hood e Fouilhoux. Uma série de artistas foram abordados (incluindo Matisse e Picasso, mas não deu em nada) para decorar os edifícios com pinturas e relevos grandes esculturas. O pintor mexicano Diego Rivera foi contratado para pintar um mural para o lobby do edifício RCA, mas quando Rockefeller descobriu que a descrição do artista Comunista da Man ​​at the Crossroads incluído um retrato de Vladimir Ilich Lenin, o mural foi coberto e, em última instância, destruído.



- Isto é apenas uma pequena amostra do Império destes senhores, imaginem o quanto mais será! Pensando que o Clube Bilderberg é formado por 13 famílias, e 70% da riqueza mundial está nas mãos deles, é fácil descobrir quem são os donos do mundo e quem dá ordens aos criados governantes dos países espalhados pelo mundo. Mas o problema não é só o Império deles, é o que eles querem fazer ao mundo e às pessoas, que passarão a ser autênticos autómatos, sem vida própria. Estes senhores são a mais lógica descrição da essência do ser humano que infelizmente surgiu neste planeta, a ganância, o egoísmo, e a malvadez perante o próximo. E agora, ainda pensam que estamos a construir um mundo livre e democrático? Claro, só pode ser o deles.