domingo, 23 de fevereiro de 2014

Os trapaceiros de Portugal


O presidente de Portugal disse que 97% de Portugal é mar, não é de admirar que esta aldeia meta tanta água!



O governo de Portugal disse que ainda falta muito sacrifício para salvar Portugal, provavelmente será preciso morrer 99% dos portugueses para que possam festejar o verdadeiro sucesso do crescimento económico.   




quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Podem cortar à vontade, o povo é sereno


Bruxelas quer mais cortes salariais em Portugal - JN

A Comissão Europeia defendeu, esta quinta-feira, que Portugal precisa de uma redução salarial adicional de 5% para garantir que há um equilíbrio entre a taxa de desemprego e o nível salarial.


Polícia de metal



 Letra da música das Pussy Riot, traduzida a partir de uma versão em inglês.

 50 mil milhões de dólares e um arco-íris
Rodnina e Kabayeva vão passar-te a tocha
Vão ensinar-te a obedecer e a chorar nos campos
Foguetes para os patrões. Hail, Duce!

Sochi está bloqueada, o Olimpo sob vigilância
Forças especiais, armas, multidões de polícias
FSB - discute, Interior Ministry - discute
ON Canal 1 – aplausos.

Putin vai ensinar-te a amar a Pátria

Na Rússia, a Primavera pode chegar de repente
Saudações ao Messias na forma de uma bolada de
Aurora, o promotor está decidido a ser bruto
Precisa de resistência, não de olhos bonitos

Uma gaiola para protestar, vodka, Matrioshka
Prisão para as ativistas, bebidas, caviar
A Constituição está numa armadilha, Vitishko [ativista da ecologia] está preso
Estabilidade, comida, vedação, torre de vigia

Putin vai ensinar-te a amar a Pátria

Vão desligar a emissão da Dozhd
A parada gay foi enviada para a casa de banho
A prioridade é uma casa de banho dupla
O veredito para a Rússia é cadeia por 6 anos

Putin vai ensinar-te a amar a Pátria

Pátria
Pátria
Pátria

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Plano illuminati em marcha


Síria

- Afeganistão, África, Iraque, Síria, Tailândia, Ucrânia...

Parece que não há nada a fazer, ou ainda falta fazer tudo! Penso que o povo está a acordar muito tarde, e talvez já não vá a tempo de se salvar. Só não vê quem não quer, os políticos que planearam e prometeram tanto a democracia, estão agora a converterem-se novamente ao fascismo ditatorial, talvez comandados pelos seus servos da ELITE, que está a tornear as arestas globalistas do colapso eminente, e levar a termo o Império globalista. Mas se uns estão a acordar, outros permanecem a dormir e ainda acomodados à sorte de ainda não terem sido atingidos pelo terror que se adivinha ser para todos nós sem exceção, por isso continuemos a ver o filme dos outros, e não comecemos a fazer o nosso também! Ou preparemos os caixões, pelo menos. 

Os totós festejam o extermínio do povo


FMI diz que cumprir défice de 2,5% em 2015 vai exigir medidas adicionais - JN

O Fundo Monetário Internacional afirmou, esta quarta-feira, que, para alcançar um défice de 2,5% em 2015, Portugal vai ter de "identificar medidas adicionais permanentes de cerca de 1,2%" do Produto Interno Bruto. 

- Pois, mas o homem dos submarinos até brindou ao (porta aviões da economia) milagre das exportações, somos um país tão produtivo, que ainda vamos ser das maiores economias do mundo, não se sabe é quando. Talvez quando não houver mundo!

sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Chega ou querem mais?


FMI quer mais cortes em Portugal
No comunicado da décima avaliação, o FMI considera que em Portugal é preciso continuar o programa de empobrecimento, quer “maior flexibilidade no mercado de trabalho”, ou seja, retirar mais direitos a quem trabalha, quer ainda que seja mais redução das despesas sociais do Estado e a “racionalização da administração pública”.

Governo aprova exigência do FMI
O governo aprovou nesta quinta-feira a facilitação dos despedimentos, voltando à carga com uma lei que tinha sido chumbada pelo Tribunal Constitucional. Esta proposta consta das exigências feitas ainda nesta quarta-feira pelo FMI, não teve acordo dos parceiros sociais e penaliza, em particular, as pessoas que tenham menores habilitações académicas e/ou sejam mais jovens.

Passos contrata empresa por 25 mil euros para lhe atender os telefonemas
Apesar de ter ao seu dispor dez secretárias pessoais, nove auxiliares e doze pessoas a prestar apoio técnico-administrativo na residência oficial de S.Bento, o gabinete do primeiro-ministro defende a necessidade deste contrato pela “ausência de recursos próprios”. 

“Pós-troika do governo são mais 15 ou 20 anos de austeridade”
Catarina Martins acusou o governo de querer impor no pós-troika “mais 15 ou 20 anos a cortar salários, de precarização do trabalho, a cortar reformas e a desmantelar a escola pública e o SNS”, sublinhando que “não será de privatizações porque, nessa altura, nada irá existir para privatizar”.

Rainbow: “Ou aceitam reduzir salários para metade ou são despedidos”
A empresa de aspiradores Rainbow deu um prazo aos seus 61 trabalhadores para decidirem: ou aceitam cortes salariais de 50% ou integram um despedimento coletivo. Muitos dos visados ganham o salário mínimo nacional.

Governo gastou mais de um milhão em estudos para privatização da RTP
Questionado por Cecília Honório no parlamento sobre as avultadas verbas gastas em assessorias e consultorias, o presidente da RTP respondeu que se tratou de estudos de mercado para a falhada privatização do serviço público de tv e rádio.

Quase metade dos que deixaram de ser desempregados passou a inativos
Dados do INE que registam uma redução de desemprego mostram também que, do 3º para o 4º trimestre, quase metade dos desempregados que deixaram de o ser passaram a inativos. Estatísticas mostram também que no ano de 2013 a população ativa diminuiu 105 mil pessoas. 



quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Tomem lá portugueses


Passos agradece à troika por ter reduzido nível de vida dos portugueses | Esquerda

No mesmo dia em que o Eurostat prevê um aumento de quase 10% da dívida pública em 2014, o primeiro-ministro congratulou-se por ver hoje o país "a viver mais de acordo com as possibilidades da nossa economia" e agradeceu à troika pela nova realidade.

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Mais uma mini manife festa


Não há volta a dar, nem ao governo nem ao povo deste país, o conformismo e o comodismo é assustador, não sei como é que este povo se contenta com tão pouco, tanta gente a lamentar-se de tantos sacrifícios, e quando se espera que lutem pelos seus direitos e para que os governantes não ultrapassem os limites, deparamo-nos com a pacatez incrivelmente irritante, que ultrapassa a paciência de um morto, a não ser que, apesar de tantos cortes, o povo continue bem na vida, bem já se sabe que os ricos estão bem melhor! Será que os pobres ainda não estão assim tão mal? Uau! Que milagre será esse? É claro que o governo gosta destas festas manife, pois então, enquanto o povo se diverte, mais os políticos ficam confiantes de que ser político neste país também é uma festa, é divertido, muito rentável e não há mosca que os incomode. Enfim, somos um povo muito pacífico, pena é que a violência só se veja nas escolas, no doce lar, nas ruas, e até entre os próprios trabalhadores nos locais de trabalho.

A mim dá-me a ideia de que em Portugal não há pessoas com vida própria, comparo este país a uma casa de bonecas, em que as crianças vão manuseando de vez em quando, até se cansarem e depois abandonam as suas bonecas num canto qualquer da casa até ficarem cobertas de pó, e por fim, acabam por ir parar num contentor do lixo. Fico com pena que este povo não defenda os valores democráticos e a liberdade que conquistaram, e prefiram voltar à mordaça e o espezinhar repressivo aterrorizante, e esse sim, violentíssimo sobre o povo, costuma-se dizer: Já que não lutas, morres. É pena que não aprendamos com outros povos, em que lutam a valer para alcançar os objetivos, nem que para isso tenha que custar a vida de dezenas ou centenas de pessoas, mas preferem morrer na luta pelos interesses de todo o povo e das futuras gerações, a morrer amordaçados nas garras dos satânicos vampiros sanguessugas. Eu diria, que é sempre melhor morrer, que viver num país, ou até num mundo em que o sofrimento é constante e a dignidade inexistente! Para quê existir o ser humano, se ele não vive como tal? Então deixemos este mundo só para os bichinhos, que bem o merecem, mais que nós.

Temos uma comunicação social, mesmo a que se diz independente, está toda ao serviço do poder, e vemos como eles transmitem e dão enorme destaque a tudo o que é positivo, mesmo sendo pura propaganda governativa, e como eles escondem a maioria das misérias espalhadas pelo país e pelo mundo, como os números são manipulados e otimizados em todas as estatísticas maquiavélicas, pois as boas noticias é que se devem revelar, porque para eles, (comunicação social ao serviço dos governos) o mundo belo e feliz é que tem importância, o resto é apenas escória da sociedade. Vejam como somos bombardeados com programas televisivos de estupidificação em massa, para desviar as atenções dos problemas, pois então! Vamos esperar que o tempo os resolva, esperemos sentados pela morte e tudo ficará resolvido, pelo menos para quem vai.

Com as atitudes dos nossos políticos, governos, e presidentes que temos tido, temos caminhado muito rapidamente para aquilo que sempre fomos: Retrógrados, dependentes, e sempre adeptos do fascismo, pelo menos é o que parece da maioria do povo, se não fosse assim, não estaríamos ainda com os mesmos a governar já há 40 anos depois da tal revolução, da dita democracia. E então este governo e este Presidente da Republica faz-nos lembrar mesmo aqueles tempos de fascismo, a única diferença, é o brinde de alguma liberdade de expressão que ainda temos, por enquanto.